Seguidores

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Alegra meu coração!

Andei triste,
nem a voz do coração
se ouvia,
nem o seu pulsar
sentia,
apenas
o eco das tuas palavras
parecendo sonhar!

Não era sonho
mas a vida girando
em nós girando,
num despertar do coração,
que me levava a ti
e olhava para as palavras
suadas de amor
e meus olhos
fixaram um verso:
alegra meu coração!


José Manuel Brazão

Uma Mulher encontrei!

Continuava o meu caminho
quando nossas vidas se cruzaram;
sorriste para mim
esboçaste um carinho
e logo os guardei
no cofre da minha alma.

Tu e eu encontrámos
o sinal de Vida
que ambos buscávamos;
um destino marcado
para uma vivência única!

Tu, Mulher da minha vida,
repleta de sentimentos,
que sempre ambicionei
e teu coração me entregaste.

Esqueceste os sofrimentos
do teu passado
e eu, me libertei
de angústias,
pedras no caminho,
paixões vazias,
amores falhados
e ganhei
dedicação,
amor, muito amor,
lealdade
e entrega infinita.

A vida nos sorri,
momentos felizes
renasceram...
... florescem
e vamos abrir
a porta da Felicidade!

José Manuel Brazão

"A vida é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros pela vida." - Vinicius de Moraes
E nestes encontros e desencontros cada vez sinto mais que TU e EU  não podemos renunciar aos sinais de Deus!

"Ainda que sejamos inábeis ao falar, se as nossas palavras forem ditas com amor, terão o poder de mover as pessoas." (Meishu-Sama)

Ventos em nosso amor

Vejo a tua imagem
sempre em mim;
penso e escrevo
o amor que me envolve
as nossas vidas
e te envio
por esse vento amigo
minhas palavras
em poemas
que atravessam este mar imenso
e chegam a ti
pousando em teu colo.

Abraças e beijas
cada uma delas,
acaricias
como se fosse meu  corpo!

Olhas o horizonte,
fixas o mar,
esperas pelo vento
que me trará
teus pensamentos
de paixão e amor,
que guardavas em teu coração!

E este vento amigo
de mim tudo levou
e de ti trouxe a esperança
de sermos felizes
no resto dos nossos caminhos!

José Manuel Brazão

Por ti, para ti.
Um dia disseste-me:
... já amanhã aguardo ansiosa novos ventos de tua terra...

1 Ao amigo e Poeta Nivaldo Ferreira com meu carinho - Quisera/ Tua alma é luz


Te dedico esta imagem que é a do Poemini desta semana na Casa da Poesia 
Quisera... - Nivaldo Ferreira

Quisera eu ser um pouco mais inteligente,
e levar a vida um pouco mais docemente.
Ter essa fé, ser enfim um pouco mais crente,
deveras, acreditar, na vida piamente...

A realidade, tão altiva, concreta e dura,
sangra a alma nua na sua triste ventura.
E em um caminhar pedregoso e sem candura,
sem forças morre o ser sempre à sua procura...

Deus meu, diga de que vale então tanta luta?
Se o sangue entornado apodrece na labuta!
E o grito estarrecido, o silêncio não escuta!

O beijo da morte só agora me seduz
pois a escuridão apagou toda minha luz...
Como será a vida, do outro lado da cruz?...

( Nivaldo Ferreira ) ***** 23/09/2011

**********************************

Tua alma é luz - regina ragazzi

Não existe escuridão numa alma que é luz
Por mais sofrida que seja a morte jamais a seduz
Os caminhos de pedras não te impedirão de prosseguir
O que há de melhor em tua vida ainda está por vir

Tuas palavras sempre foram de acolhimento
No peito de quem se achega a ti
És pessoa doce, amiga, conselheira
Tens amor no coração e o sabes distribuir

Dos teus olhos hoje vertem lágrimas
E tua alma se mostra cheia de dor
Mas crês amigo:És um Vencedor!!

Teu sofrimento não abala a tua fé
Mesmo que te sintas assim nesse momento
Pois Deus sabe o homem fervoroso que tu és...
regina ragazzi

Madrugadas

Madrugada insone
Dança o corpo entre os lençóis
num revirar sem fim
Quarto escuro
Aceso o pensamento
Um inútil abrir e fechar de olhos
O sono não vem ...

Amanhece...
Débil corpo
Mais débil ainda o pensamento
Bêbado e cansado
Olhos de areia
Rubro olhar

E os dias parecem intermináveis
num tempo tão curto pra se viver
Há tanto ainda pra se viver!
E tantos sonhos pra sonhar...

As cores do dia se revezam
Azuis e cinzas pintam a paisagem
e mudam o brilho do olhar
O motivo que faz sorrir
É o mesmo que faz chorar

As horas avançam
Trazem alegrias
Trazem vazios imensos
Grandes redemoinhos no pensamento

Desponta outra vez a madrugada
Mais uma noite acordada?
Tão linda noite de luar!
Tão propícia ao descanso
Tão boa pra dormir e sonhar ...


Regina Ragazzi

Quando os corações batem pelo mesmo querer!


Vivendo nos teus sonhos
e pensamentos,
estou sempre presente
com os meus olhos
e sorriso que te encantam!

Anseias pelo dia
de me sentires
desejares
e a Vida festejares!

Quem me dera
que esse amanhã
fosse hoje!

Mas serenos
viveremos cada dia,
porque abriste teu coração
e eu já entrei!

José Manuel Brazão

A quem um dia se teve amor

Da janela da minha Vida
olho esse mar da ilusão,
de ondas e maresia de amor,
que me lembram
esses momentos de fervor
de amor intenso
ora sonhado
ora vivido
e agora sofrido,
deixando dor
a quem um dia
se teve amor...
... hoje olhamos
as nossas imagens,
sentimos o cheiro
desse amor
e da saudade por inteiro
em nossas almas!

José Manuel Brazão

Meus poemas

É no peito que guardo meus melhores poemas
Arquivo de todas as minhas emoções
Rabiscos que traço somente em pensamento
Rascunhos que faço sem usar as mãos

Meus poemas por vezes são jardins abandonados
Onde crescem ervas que não consigo arrancar
São dias de chuva, beiras de precipícios
São pedaços meus que não posso juntar

Por outras vezes são janelas que ficam abertas
Por onde entram a luz do sol, das estrelas, do luar
São rios calmos longe das fortes correntezas
São paisagens coloridas que se refletem em meu olhar

É no meu peito que guardo meus melhores poemas
Arquivo de todas as minhas emoções
Meu livro secreto, somente eu o leio
E é nele que aprendo as  maiores lições

regina ragazzi

Quereres e sentires

Meu amor,
meu desejo por ti
não tem limites
nem existem espaços.

Sei bem
onde te procurar
nos momentos insaciáveis
em que queres
te jogue na cama
te dispa, te ame,
orgasmos
e enorme prazer!

Olhas para mim
e teus olhos falam:
te quero todo aqui dentro!

José Manuel Brazão




quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Anjo da noite

Em algum momento estiveste aqui
E pousaste tua mão na minha
Senti na face o teu beijo
Um sopro de brisa no ouvido
Como se estivesses a falar comigo


Fechei os olhos e recordei
De todos os nossos dias felizes
Quando ainda inocentes
Corríamos pelos campos
E colhíamos flores no jardim


Então te vi sorrir pra mim
Tão nítida a tua face!
Ainda tão cheia de vida...
Olhos brilhantes e cheios de sonhos


Olhei o céu amontoado de estrelas
Uma delas deve ser esse teu olhar
Tão brilhantes elas são
E tanto nos fazem sonhar!


Fechei os olhos mais uma vez
E em silêncio te disse - Pode ir!
Mas não me abandonaste nessa hora
Ficaste ali, ao meu lado
Me esperando dormir
Antes de partir

regina ragazzi


[....]

  
Apareces-me
como anjo da noite,
trazendo
teu beijo divino,
para o  anjo lindo!

Conforto-me
com teu gesto de amor,
enviado de bem longe,
pelo teu coração,
como se estivesses
perto de mim!

E estamos!

Nesse momento,
percorremos a noite,
serenando
quem de nós precisa…

Regressamos
às nossas origens,
esperando pelo amanhã,
meu anjo da noite!

José Manuel Brazão

Amar acima de tudo!


Enquanto a vida permitir
amarei sempre
com convicção
e dedicação
quem para mim
vale a pena
mesmo que isso
me traga desconforto
virá o mais importante:
amor de verdade
de entrega absoluta
a um ser humano;
uma mulher honrada,.
digna da Vida
e com lealdade
e fraternidade
sem limites
ou horizontes!

Esse horizonte
que vislumbro
nem todos alcançarão!

Este  Homem
e essa Mulher
quis o destino que fosse assim:
amor incondicional
acima de tudo e todos!

Nunca seremos vencidos
nesta Vida em que a luta
é feita de Paz
com mãos iluminadas
a escrever o Amor!

José Manuel Brazão

Minha alma poética

Por tua causa a minha vida
nunca mais foi a mesma;
tudo se alterou
na rotina, no descanso,
mas em mim
- o Homem -
houve a conquista
de valores adormecidos
e hoje fortalecidos,
que fazem do poeta
um homem com outra visão,
Com horizontes sem limites
no espaço e no tempo,
numa entrega desmedida
àqueles que me seguem,
acarinham e valorizam,
tornando o meu sentir e acreditar
em verdadeira sintonia,
que recuando no tempo,
sonhava, pretendia,
mas não sabia
se qonquistaria!
Hoje
por tua causa
estou reflectindo em palavras
e apenas por tua causa,
escrevendo
poesia da paz,
da harmonia e do amor...
... a minha poesia!

José Manuel Brazão

Vida

Vida que desafia
Vida que tece teias
Vida que move as
pedras do tabuleiro

Vida que embriaga
Vida que fascina
Vida que morde
como se fosse um beijo

Vida serpente
Vida punhal
Vida braços que
empurram ao abismo

Vida...vida
Face reversa da VIDA
Imagem retorcida no espelho
Vida que às vezes me habita...

Regina Ragazzi



Um poema reflexivo-introspectivo dentro do teu perfil, mas muito original a utilizares o poder de síntese a definir a Vida! Gostei imenso.  

Beijoo do 

Dias melhores virão!

Olho-te fascinado
com as tuas palavras,
com sorrisos
e lágrimas…

Sinto-te
mulher de luta,
mas,
sempre um mas,
no tempo,
os dias não são iguais,
e tu
nuns sentes-te só
e correm imagens mentais,
passam por ti
pessoas e páras em mim:

Sorris, choras,
vês meus abraços abertos,
vens para mim,
abraço forte,
olhamo-nos,
beijamo-nos,

E digo-te
olhos nos olhos:
“dias melhores virão…”.

José Manuel Brazão


Lembrar é fácil para quem tem memória,
esquecer é difícil para quem tem coração.
(William Shakespeare)


Afectos por onde andarão?

Parecem perdidos,
por onde andarão?

Eu tenho os meus
e dou ao próximo
sem pedir nada.

Muitos
carecem deles.
Outros
sabem como dar!

Neste desencontro,
preocupo-me
com este mundo assim!

Vejo uma Luz
e agradeço:

É a esperança
dos afectos
que não me abandona,
para que haja
tolerância, compreensão,
solidariedade, compaixão.

Que as crianças
cresçam nos afectos!

Assim haverá amor!

José Manuel Brazão

Poesias de amor

Não sei escrever poesias de amor
O amor... eu apenas o sinto
E o demonstro usando
Os meus cinco sentidos
É assim que sou...


O amor é muito mais
Que somente palavras
São gestos e atitudes
São toques, olhares, perfumes...
São sussurros compartilhados
São gostos que se misturam...

O amor é mais que a carne
É mais que o coração
São duas almas que se unem
e caminham numa mesma direção...


O amor!
Ah... eu não sei falar sobre ele
Mas o que importa
Se o tenho comigo aqui dentro do peito...

regina ragazzi

Regi
Já conheço o suficiente da tua Poesia para afirmar  que escreves poesia de amor.
Nos teus poemas reflexivos mesmo aí "vestes" as palavras de amor.

O Poeta só pode "falar" de amor através da palavra escrita e o que importa é o que escreveste no poema: 
"Mas o que importa
Se o tenho comigo aqui dentro do peito..."
Beijoo do ZÉ

Menino sem idade! (Lição de Vida por Alice Barros)

Cada dia que passa
sinto a tua presença
cada vez mais
junto de mim,
através da tua alma,
onde recolhes
o menino sem idade,
que enfrenta este Mundo,
como um aprendiz
com a ânsia de descobrir
os mistérios da Vida!

Por isso me chamas
o menino sem idade,
porque percorri
a estrada da Vida
e pouco ou nada sei!

Aprendendo
aqui e ali,
com crianças,
jovens,
novos e velhos,
crentes na vida
com horizontes vastos,
com a tua sabedoria divina (LI)
que me façam reflectir,
corrigir
ou até renovar aquilo
que pensava estar bem
neste menino sem idade!

José Manuel Brazão

Poema baseado "no menino sem idade", que um dia a minha querida Amiga LI (Alice Barros) lembrou-se de me chamar com fundamento.




Querido Zé, és um grande amigo,
pelos poemas atitudes e palavras
em cada comentário, pelo carinho
que a mim tens dedicado,
uma amizade despretensiosa, 
certamente meu amigo,
cabe em um menino sem idade
e esta frase que é uma homenagem a ti
e agora a transformas em poema,
faz justiça àquilo que te disse um dia:

Vives todos os dias como um menino,
em busca de um sonho, mas o sonho
vive dentro do menino, que sem idade
o sustenta, o ergue e levanta,
quando a vida se enfada
e quando ele se perde,
se parte e nos cai por entre as mãos,
quando o aprisionamos...

Somos como meninos sem maldade,
audaciosos, buscando o nosso pote de ouro
junto do arco-íris,
aqueles que somos meninos certamente,
que carregamos sonhos, e sonhar é crescer
sendo um menino sem idade,
tendo a sabedoria de um adulto
mas a inocência de uma criança...

Assim te vejo, Zé...
És um menino sem idade,
nunca vais crescer,
mesmo que os cabelos brancos
te moldem a cabeça.

o importante meu menino sem idade,
é que deixes a inocência brotar
e possas afagar sem pressa 
o que a vida tem para te ofertar,
esperando, doando, aguardando...

Sabes, sempre achei de mau tom,
ver as crianças fazerem birras,
por quererem tudo e os pais,
para os calarem faziam-lhes
as vontades.

Eu sempre pensei!
Um dia, quando for mãe, jamais o farei...
E foi verdade Zé...

Quando a minha filha,
me fez a primeira cena,
olhei-a e disse:

Não... e depois expliquei-lhe porquê...

Quando expliquei ela percebeu,
e nunca mais se esqueceu...

Houveram muitas vezes
em que me pedia coisas repetidamente,
eu só lhas dava quando se esquecia delas,
e era tão bom e gratificante
ver os seus olhos maravilhados
e marejados de lágrimas pelo contentamento...

Hoje sou eu que insisto
para ela levar as coisas...

Ela diz-me:

Não mamã não é preciso, obrigada... 

E com tudo isto quis dizer,
que o menino sem idade
tem coração de criança
mas a atitude de adulto,
deve ter, deve ter sempre,
em cada passo na espera,
da coroa da vida,
a do carinho e da atenção
com que nos devotam dia a dia...

Gosto muito de ti meu amigo,
e sei como és emotivo,
já te disse que de vez em quando
precisas blindar o coração..rrssr

Esse coração de menino sem idade,
que é grande!

Adoro-te, fica feliz...

Beijos

Alice Barros



quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Os olhos do meu coração!



O meu amor por ti
vem de longe,
num silêncio sereno,
de muita convicção,
só visto pelos meus olhos,
os olhos do meu coração!

Sabes desta paixão
que passou a amor,
quando senti
a tua dedicação,
admiração
por mim!

Tens o conforto
do meu pensamento em ti;
nessa hora desejas-me,
fixas a minha imagem,
sorris para ela,
apertas no teu peito,
sentindo o meu corpo
levar-te ao prazer!

Cai-te uma lágrima,
enfrentas a realidade,
de o amor nos aproximar
e o mar nos separar!

José Manuel Brazão

Nossa!!! Que lindo isso...
me dá muita alegria vim aqui e venho todos os dias.
Parabéns por mais este lindo trabalho, suas poesias realmente encanta e com muita emoção!
Bjs com carinho da Si


Estas Rosas são para ti SI (Sissa) com a minha gratidão por seres minha leitora diária e sobretudo por deixares sempre uma mensagem a desejar-me um dia feliz!
Um carinho que jamais esquecerei!
Beijo carinhoso do 





Bruno Gaspari disse...
Boa noite, amigo Manuel! Belo e inspirado poema, gostei demais! Parabéns! Grande abraço

Bruno

Eras menina do mar

Olhando o mar
contemplo a calmaria
que transmite ao meu olhar
e a força das suas ondas
num vai-vem constante!

E nesse instante
vejo a tua imagem
de mulher que me dá
serenidade,
gestos de carinho,
de gratidão
e com isso recebo
a força bastante
para continuar este caminho
até ao sorriso final...

... deixei de te ver...
sem saber dessa imagem
numa vida sonhada
e procurei-te no silêncio,
estás diferente
sem a imagem do passado,
agora insegura, sem rumo;
já não vais ao mar,
perdeste a paixão,
que abraçavas com fervor
no fundo desse coração,
que já não pulsa,
já nada te importa,
nem as ondas
num vai-vem constante,
onde te encontrei
como uma sereia do amor!

José Manuel Brazão


LUZ disse...
Olá Zé,

Belo poema!
Ainda bem, que o verbo é usado no Pretérito Imperfeito do Indicativo.
Parabéns!
Acordamos, sempre, a tempo.

Beijos de luz.

Como te quero!

Os dias e as noites
não tinham fim!

Sem ti minha vida
não tinha sentido!

Faltava-me a tua voz,
a tua palavra,
o teu carinho,
o teu amor!

Como te quero!

O teu sorriso
trouxe-me a Luz
que sempre nos uniu,
 alimentou  nossas almas!

Como me queres!

Choraste
a saudade, a dor
do nosso amor,
que só
nós entendemos!

José Manuel Brazão

No caminho das emoções: NO CAMINHO DAS EMOÇÕES na minha Alma!


No caminho das emoções: NO CAMINHO DAS EMOÇÕES na minha Alma!:


José Manuel Brazão






Regi
Homenagem que te presto aqui no nosso Blog por seres Autora residente do Blog No caminho e grande Amiga que conto na minha Vida!
Beijo carinhoso do ZÉ



Mulheres da minha Vida (o valor de uma Mulher) !

Amores que entraram
e ficaram em mim
como se fossem eternos!

Vivi cada um
me dando de corpo e alma
esquecendo a vida,
a minha vida,
sonhando
e vivendo esses amores,
como se fossem os únicos,
os mais belos
com entrega,romantismo,
beleza e emoção...

Todos guardados
em mim
neste coração infinito
que não abandona
quem amou
e ama
e levará consigo
após o sorriso final,
O amor
Desses amores!

José Manuel Brazão

Dedicado às Mulheres da minha Vida, simbolizado em minha Mãe!

O valor da mulher é ainda maior quando reconhecido pelo homem...
Beijos Ana Coelho



http://www.youtube.com/watch?v=3qW4JP0N7Lo&feature=player_embedded


Vale sempre a pena!

Quando minha vida, parecia outonal
com a queda das folhas da esperança ansiada,
num sono sem fim, de novo acordei
e apareceste de braços abertos
para estares comigo neste amor florido
de encanto, muito encanto
em que tu és a rosa das rosas!

E por acreditar, que não haverá mais
Outono triste, de folha caída,
vale sempre a pena acordar para a Vida
com a Mulher dos nossos sonhos!

José Manuel Brazão

Versos

Dedos trêmulos a tatear no vácuo
No peito um arfar desesperado
Misto de alegria e dor

Lembranças de felicidade
Sonhos vividos pela metade
Botões que não se abriram em flor

Caminhos sem volta
Histórias que não se repetem
Vidas que seguem...

regina ragazzi

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Eu e as minhas Poetas

Foram tantos
e tantos poemas,
poemas de amor
que te fiz!

Tu e eu
nascemos para a Poesia,
para encantar os outros,
alimentando as suas almas!

Quantas vezes
sofríamos nas nossas Vidas
e a inspiração,
superava tudo isso!

Os poemas que te fiz,
sentidos pela voz do coração,
derramaram amor,
muito amor,
que te comoveram
e davam forças
para sair de ti
Um outro poema,
suave,
expressivo,
emocionante,
iluminando
quem o lesse!

Dos poemas que te fiz,
ficam os sentimentos,
nas palavras
que o Poeta não renega
e guarda em seu coração!

José Manuel Brazão

* Dedico às Poetas minhas parceiras fixas em duplas de poemas: Graciele Gessner, Luciana Silveira, Regina Ragazzi e Sandra Freitas *

Amor no meu silêncio!

Sofro,
com este amor,
vivido
no meu silêncio!

Amo
como nunca amei...
Por me sentir só?
Não...
Porque não tenho a rosa,
a rosa vermelha!

Tantas rosas conheci
e só esta
eu admiro e amo!

No silêncio,
sinto o seu aroma,
vejo a sua cor:
de vida ...
o seu olhar generoso:
que me dá
o afecto, o amor!

É bela a paixão,
mas tem dor,
aperta o meu coração!

Estou neste amor
Vivido em silêncio,
até partir
na minha ascensão...

José Manuel Brazão

Voltarei!

Sinto na minha alma
o eco das tuas palavras,
palavras vividas
sofridas por uma vida
sem sentido,
sem amor,
mas com esperança!

Vida por viver,
mas sonhada!

Através dos sonhos
de cada dia,
constróis os castelos
do carinho, do amor
que deste,
mas não recebeste!


Sinto ainda
o eco das tuas palavras
envoltas em lágrimas
que lavarão o passado,
para olhares o futuro,
com ansiedade...

Meu amor
Não aguento mais
Estar longe de ti;
Voltarei sim
com o direito
à nossa felicidade!

José Manuel Brazão

Refletindo



Tenho visto beleza em coisas tão pequenas
que antes passavam despercebidas aos meus olhos
Talvez por isso, hoje me sinta mais plena, mais feliz,
alma leve, coração calmo ...
Todas as reflexões que tenho feito sobre a vida,
sobre mim
têm me deixado num estado de paz e alegria
Busco o equilíbrio das minhas emoções,
dos meus sentimentos
E só estou conseguindo isso porque parei
de ter pressa
Minha dualidade é um desafio, mas não um obstáculo
para que eu chegue onde quero chegar

Viver é algo mágico...

regina ragazzi


Regi
Nem imaginas quanto importante é este teu poema! Foi uma reflexão para ti, mas é para todos nós!
Hoje em dia as pessoas têm grande ansiedade de atingir objectivos e não olham - muitas vezes - a forma e os meios dos conquistar. Sendo fácil e sem luta se se dá o negativo a queda é maior. Na Vida atentos e prudentes.
Beijoo do ZÉ

Poesia com emoções: Meu coração vagueia



Poesia com emoções: Meu coração vagueia:


José Manuel Brazão

Tento ser metade

Por vezes
tento ser metade
do inteiro
que és para mim!

Tua entrega é total
nestes sentimentos em vendaval,
que o vento leva e trás!

 Espero-te sempre
através desse vento
colhendo dele
o teu aroma de mulher
feliz, realizada
que se sente amada
em permanente paixão
na busca da tua paz,
da nossa paz!

José Manuel Brazão