Seguidores

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Canto de não fazer nada...



Canto de não fazer nada
Apenas cismar à sombra
enquanto o sol passa

Não prender o vento
nem o canto do pássaro
Não guardar o perfume da flor

O dia segue em seu tempo de ir
Morre junto ao entardecer

Aos olhos ficam os azuis
que se viu... que ainda se vê...

regina ragazzi

terça-feira, 30 de outubro de 2012

De quando...

Saberia dizer das manhãs radiantes
debruçada à janela olhando o horizonte...
 Era só sonhos!
E das tardes ensolaradas dentro do meu peito
contando cada hora... cada minuto
entregue a uma preguiçosa espera
E das noites... das madrugadas cheias de lua
com estrelas chovendo em mim
Um vento trazendo de longe um cheiro bom de brisa
que se impregnava em meu corpo
E um sopro fresco do vento
balançando levemente os meus cabelos...
O céu era sempre azul!

Saberia dizer dos pássaros que me acordavam cantando
quando ainda nem havia amanhecido
Só para me verem sorrir!
E dos meus passos firmes por qualquer caminho
por onde eu decidisse ir
Havia cores de arco-íris vestindo a minha pele
E um perfume de flor menina atraindo as borboletas
Tudo era tão belo... e parecia tão real...

Saberia dizer da minha felicidade
 por não me sentir tão só
Estava cheia de mim...
Saberia dizer...
e só de lembrar ... já me sinto feliz...

regina ragazzi

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Minha Amiga Mineira:: Regina Ragazzi


Mulher determinada,
farol da família,
acompanhas o caminho
de filhos e neto!

Como Poeta
encantas és doce
nas palavras,
muitas com nostalgia,
outras de alegria
e uma esperança infinita!

Assim nasceu uma amizade
que nem a distância impede
do apoio fraternal,
que me doas
como minha Amiga Mineira!

José Manuel Brazão

Para ti minha querida Regi, Poeta Regina Ragazzi


domingo, 21 de outubro de 2012

Pela noite um novo amanhecer


Sim... eu poderia chorar esta noite
Como em tantas outras já fiz
Mas escolhi que ela será diferente

Ao invés de chuva e frio
(como acontece agora lá fora)
Quero no céu o pratear de uma lua Cheia
Rodeada por estrelas de todas as cores
Bordando o céu em desenhos cintilantes

Uma brisa fresca fazendo dançarem as folhas
que se soltam de uma frondosa árvore
E trazendo até mim um perfume suave
Cheio de boas lembranças e muitas saudades

Um ondular leve das águas do rio
Com flores coloridas à sua margem
E um doce canto de pássaros
Ecoando por toda parte

Quero uma noite que me deixe serena
Que me encha os olhos de beleza
E meu coração e minh'alma de felicidade

Nunca é tarde ... nunca é tarde ...

Regina Ragazzi

[....]

Pela noite vem a magia,
o silêncio, a reflexão!

Vem a a Lua,
com a paixão
e o amor!

Vem a nostalgia,
com a tristeza
e o choro!

Vem o sonho
de ideais, ambições,
lutas:
conquista ou derrota,
mas com a esperança
que o amanhecer
traga a alegria
de um novo dia,
que faça esquecer,
aquele choro…!

José Manuel Brazão

sábado, 20 de outubro de 2012

Divagando


Por onde caminha a história
Quantas voltas ela ainda vai dar
O fim não me preocupa,
mas o que o antecede
Inquieta aguardo,
enquanto as estações
vão mudando em mim,
vertiginosamente
 Me lembro do ocaso...

Esse pré pensamento
(Tão fora de hora)
adianta uma angústia
que não eu não deveria sentir
Tudo corre feliz em mim

Há muitos (talvez) no amanhã
e eu insisto em certezas
E tomo por certo
o que ainda há de ser
(ou não)

Essas introspecções às vezes
me pegam de jeito
e demora um tempo
pra eu apagar essa sombra
que se hospeda em meu peito
Mas um dia sem mais, ela se cansa
e vai embora
Então me ajeito...me endireito...

regina ragazzi

sábado, 6 de outubro de 2012

Amor de alma


 Quando o amor é de alma
É maior que o coração
Muito mais que a razão
Inexplicável sentimento
Acima de qualquer compreensão

Quando a alma sofre por amor
É maior que o coração
Abismo imenso
Vazio ... solidão ...

Tantas almas se procuram
Tão poucas se encontram
E menos ainda experimentam
tão intenso sentimento

Amor de alma
Intenso de viver
Difícil de esquecer ...

regina ragazzi