Seguidores

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Falando de Outono

Então ele chega, silencioso e frio
E já me veste de nostalgia
E já me despe das flores
que em meus olhos floriam
Pinta de cinza toda a paisagem

Então ele chega e me abraça inteira
E profundamente invade minh'alma
Eu o recebo, passiva e calma
E ficamos um tempo assim
nos re(conhecendo), nos re(descobrindo)

Então ele chega mais cedo
e toma seu lugar em mim
como antes, do mesmo jeito
E eu me entrego e aceito
...e fim....


regina ragazzi

2 comentários:

amai disse...

Sua chegada me deixa retraida,mas ele insiste,talves por medo de perder as velhas folhas,ficar nua diante da sua grandeza,aos poucos me convence e ganha confiança quando dou por mim me tem por inteira.Linda poesia Regina.

amai disse...

Sua chegada me deixa retraida,mas ele insiste,talves por medo de perder as velhas folhas,ficar nua diante da sua grandeza,aos poucos me convence e ganha confiança quando dou por mim me tem por inteira.Linda poesia Regina.